Melissa

Busca

Opções do Menu

Idioma

BR

Conteúdo

Gareth Pugh

Às vezes o preto é tudo o que você precisa.

O mundo de Gareth Pugh é escuro, mas não é sombrio.

O universo dark que pauta o trabalho de um dos mais jovens — e celebrados — estilistas britânicos prova a velha máxima: menos é mais.

Preto, branco, cinza — além dos ocasionais metálicos.

A paleta de Gareth é diminuta.

Plástico, PVC e látex, os materiais que o levaram
a um posto definitivo na moda mundial.

Cria peças dramáticas, esculturais. Quase futurísticas.

Junto da Melissa, ele embaça a linha entre a moda e a arte — e, por que não, entre a arquitetura. Encanta quem aposta em suas formas e monocores para criar um estilo que ultrapassa a linha que define o tempo.

A nossa história começa muito antes de Melissa + Gareth Pugh se tornar realidade.

Em 2005, Gareth se apaixona. Ao se deparar com a Melissa Scarfun Boots Alexandre Herchcovitch em um ensaio para a revista inglesa Dazed, o coração bate mais forte.

As linhas sinuosas no plástico fazem desse encontro um convite ao casamento. Vemos no britânico todo o potencial de um artista que ensaiava os primeiros passos com um andar forte e decidido.

Na catwalk da sua coleção Verão 2006, Melissa e Gareth ensaiam um romance. Acompanhamos o desfile de perto, e de forma ativa: nos pés das modelos que davam início à caminhada de sucesso do estilista.

Nosso amor gerou frutos sob a forma da Ultragirl.

"De onde eu venho as mulheres são muito fortes. Os meus desfiles são majoritariamente femininos. O homem entra como um acessório na coleção"

Beyoncé, Lady Gaga, Kylie Minogue. Não à toa a lista das personalidades que vestem as peças de Gareth inclui três das maiores divas da música.

Com um olhar único sobre as formas do corpo, as peças se traduzem em um empoderamento das linhas femininas.

Quebram o padrão típico do corpo humano ao distorcer traços clássicos de representação da mulher.

Há quem tente justificar sua criação avant-garde em sua pouca idade. Nascido em 1981, ele começa a carreira aos 14 anos. Passada a sua terceira década de vida, coleciona críticas positivas e prêmios.

Eu me interesso em uma moda memorável e impactante, e no que acontece quando as pessoas abraçam ela