Melissa

Busca

Opções do Menu

Idioma

BR

Conteúdo

Mashup Melissa

Um mundo líquido. Que ignora divisões, barreiras, fronteiras. Onde tudo são todos e todos são uma personalidade híbrida de elementos pinçados de um quebra-cabeças.

Diluindo certezas e crenças, Mashup. A nossa coleção Primavera/Verão 2017.

Timeless. Genderless. Ageless.

Conceitos antigos caem por terra. Gênero não define mais a moda. O tempo, como conhecíamos, desaparece.

Assim como uma ampulheta, nos desfazemos em um espaço fechado para dar vida a uma nova possibilidade. Nos viramos e desviramos e damos vida a um tempo novo. Uma vida nova. Um novo começo.

O clássico e o moderno. O feito à mão e o fast fashion.
Hippie, punk e grunge.

Não é preciso mais se encaixar em apenas um grupo. Todos convivem no mesmo espaço de tempo e local.

Recortes de um mundo líquido.

Mashup é coexistência: de diferentes décadas criando sobreposições; de diferentes estilos consolidando uma nova referência. O que dita o que se usa é a forma como você escolhe viver o mundo. O seu lifestyle. Você.

Essa nova
Era se reflete em nossas Melissas.

No estilo atemporal da Connected. Na alma 90’s que encontra o edgy da Sportech. Na super urbana Cosmopolitan, de traços clássicos e ao mesmo tempo modernos. Na segunda personalidade da Boemia — mais alta, robusta, e que agora vira flatform.

Melissa Aranha Quadrada

Aranha Quadrada
Aranha Quadrada

Um comeback que marca a história da Melissa.

É a primeira vez que um modelo volta para as prateleiras a pedido de suas fãs.

Nossas collabs nos acompanham nesse novo tempo. Estilistas que conseguem traduzir no plástico o conceito de Mashup.

O resultado? Jeremy Scott cria uma nova (e totalmente repaginada) Ultragirl. Vitorino Campos dobra o conceito de gênero e tempo com criações que trazem inspirações no passado em um shape moderno.

Vivienne Westwood dá vida nova à sua Rocking Horse, que agora é Sandal. Jason Wu desenha novas rasteirinhas que ganham a sua assinatura clássica e atemporal.

O Rocking Horse Ballerina foi criado em 1986 por Vivienne Westwood para a coleção Mini Crini.

Sua inspiração? O ballet burlesco Petrushka, que conta uma história de amor e inveja entre três bonecos.

A ideia era mesmo essa: fazer com que ele parecesse um sapato de bonecas.

Ele ganhou a sua primeira versão no plástico em Dance Machine (Outono Inverno 2016).

Já em Mashup essa Melissa ganha – literalmente – asas.

Na personalidade forte, de sobriedade britânica, adiciona um toque leve. Mas não deixa de lado a rebeldia roqueira, garantida pela platform de salto médio.

48px

Vivienne Westwood Anglomania + Rocking Horse Sandal

Jeremy Scott dá uma nova vida ao mais celebrado modelo da Melissa.

Com amarrações, a nova Ultragirl ganha um makeover inédito. E o status de necessária para as fãs da collab com o People’s Designer.

Ultragirl + Jeremy Scott II

Jason Wu, conhecido pela elegância de seus traços, desenha duas novas Melissas.

Diane e Wonderful têm essência feminina e apoiam toda a sua versatilidade em um salto rasteiro.

Diane + Janson Wu

Wonderful + Jason Wu

Vitorino Campos é a grande novidade de Mashup.

Com um design simples e elegante, desenha uma nova Flox. Mostra seu hibridismo criando Iris, um chinelo genderless, e Pupila, uma bolsa térmica que vai do escritório pra balada.

Flox + Vitorino Campos

Pupila + Vitorino Campos

Iris + Vitorino Campos

Além de Vivienne, Jeremy, Jason e Vitorino, nosso time se completa com nomes de peso que derrubam barreiras geográficas e criativas.

Os brasileiros irmãos Campana e a japonesa Mariko Mori. A marca britânica Satchel e a brasileiríssima Salinas.

Todos constroem o universo híbrido de Mashup.

Campana Papel

Space Love + Mariko Mori

Harmonic Sandal + Salinas

Quem vai dizer o que é tendencia?