Melissa

Pesquisar

Opções do Menu

Idioma

BR

Conteúdo

A gente já não sabe mais como é a internet sem os GIFs. A verdade é que a gente ama a hipnose daquele movimento: seja pra fazer rir, seja pra dar emoção a um desenho.

E se uma imagem vale mais do que mil palavras, quanto vale uma… animada?

Foi pensando nisso que o artista Blake Wright ganhou a indústria da moda. Trabalhando com marcas como Moschino e Opening Ceremony, além das mags Refinery 29 e GINZA, o designer transformou as suas inspirações em desenhos animados. E conseguiu encontrar na internet um nicho para a sua arte pra lá de irreverente.

Blake tem tudo a ver com a gente: diversão é uma das palavras-chave quando pensamos na nossa essência. A nossa e a dele.

Aliás, lembra daqueles gifs que você viu no lançamento da collab Melissa + Jeremy Scott? Blake é o cara por trás dessas criações. 

Apaixonado por arte e cultura pop, ele bateu um papo com a Melissa. Falou sobre o quanto se diverte no seu trabalho, sobre a sua paixão pelo desenho e como foi animar as nossas plastic dreams.

“Esse trabalho foi feito pra mim. Eu até já tinha comprado um par da Inflatable Mule quando recebi a ligação perguntando sobre a parceria. Eu não hesitei por um segundo”, conta.

"Sou profundamente inspirado pela cultura pop – é assim que o meu cérebro funciona. E embora eu tenda a me inclinar para o lado irônico ou sarcástico, no fim das contas, a minha intenção é encantar."

Suas ilustrações são bastante irreverentes, assim como os desenhos do Jeremy. Como você acha que os seus trabalhos se conectam? 

Penso que o nosso trabalho, embora feitos em meios diferentes, venham de um ponto de referência similar. Também sou profundamente inspirado pela cultura pop – é assim que o meu cérebro funciona. E embora eu tenda a me inclinar para o lado irônico ou sarcástico, no fim das contas a minha intenção é encantar. E embora eu não possa falar em nome de Jeremy, eu sinto uma vibração muito semelhante no seu corpo de trabalho. Claro, é um comentário irreverente, mas o comentário é feito com amor!

 Você também trabalhou com outros grandes nomes da moda. Como você acha que o seu trabalho, especificamente, contribui para a indústria?

Eu não estou convencido de que o que estou fazendo é inovador (ou mesmo particularmente "original"), mas eu sei que a minha paixão pelo varejo é 100% verdadeira. Então eu só tenho que confiar que esse amor e adoração aparece de verdade no meu trabalho. E eu acho que talvez seja a isso que a indústria esteja respondendo – a emoção por trás de toda a minha atitude.

Quando você começou a desenhar para a indústria da moda?

Eu nunca pedi permissão, então cedo na minha carreira eu criei desenhos que foram ou influenciados por, ou criticavam a moda. Depois de alguns anos mais e mais pessoas começaram a se conectar com os meus desenhos, que chamaram um pouco de atenção. Mas tecnicamente foram os japoneses, por meio da internet, que foram atraídos pelas minhas obras inicialmente – o que foi um “bem-vindo” sublime ao mundo da moda!

Você disse em uma entrevista "eu vivo para um trampo de GIF". Como é dar movimento a um desenho? 

Eu curto a natureza cíclica que o GIF fornece. Há algo descontroladamente hipnótico nele. Mesmo que o desenho seja extremamente exagerado, ele ainda mantém uma sensação de paz e ordem.

De onde vêm as suas inspirações?

Inspirações vêm de qualquer lugar, em todos os lugares e em lugar nenhum. Estou constantemente, de forma incisiva, tentando ver além de todas as coisas que eu encontro, a fim de ver a arte potencial em qualquer experiência, imagem, conversa, controvérsia ou tweet. Seria cansativo se eu não amasse tanto meu trabalho.

"A Melissa está enraizada no potencial criativo sem fim do plástico, então para mim ela se torna mais um objet d'art do que meros sapatos."

Você conhecia a Melissa antes desta coleção com o Jeremy? Gostou de criar para este collab?

Criar arte inspirada nessa coleção foi uma alegria. Cada sapato tem tanta personalidade e tanto pra dizer que foi fácil ouvir e dar vida a eles. Esse trabalho foi feito pra mim. Eu até já tinha comprado um par da Inflatable Mule quando recebi a ligação perguntando sobre a parceria. Eu não hesitei por um segundo!  

A Melissa tem uma história muito rica de collabs com outros designers. O que você acha sobre essa ideia de explorar o conceito do plástico em criações com outros artistas?

É incrível. A Melissa está enraizada no potencial criativo sem fim do plástico, então para mim ela se torna mais um objet d'art do que meros sapatos. É imaginação tangível!

Trending Topics

Shop

  • Ops! Não encontramos resultados para a sua busca

Onde encontrar

  • Ops! Não encontramos resultados para a sua busca

Representantes

  • Ops! Não encontramos resultados para a sua busca

Feed

  • Ops! Não encontramos resultados para a sua busca

E também

  • Ops! Não encontramos resultados para a sua busca